advertising

    Neste artigo, você vai obter informações atualizadas sobre o mercado de trabalho para quem faz economia. Uma das áreas mais importantes de se atuar e que conta com muitas oportunidades em todo o território nacional. A Economia é uma das profissões que mais cresceram nas últimas décadas.

    Isso porque, ela tem um impulsionamento muito agilizado trazendo um desenvolvimento na potência econômica em todas as partes do mundo. Tanto é que mesmo com a crise que afetou boa parte do mercado de trabalho no Brasil, a Economia continua abrindo as portas de emprego para muitos profissionais que atuam nessa área.

    Uma das principais características da Economia é a amplitude diversificada nas oportunidades que os setores tanto público quanto privados oferecem para os profissionais. Além disso, a também a possibilidade de trabalhar como autônomo e ganhar um bom dinheiro mensal.

    advertising

    Portanto, nós preparamos algumas dicas de como está o mercado de trabalho para quem faz economia. Vamos também mostrar as melhores oportunidades de carreira que a profissão oferece.

    Em quais áreas estão a atuação da economia

    A economia está presente nos mais diversos segmentos das áreas de trabalho. Na verdade, muito mais do que as que nós já conhecemos e podemos imaginar.

    No entanto, é muito mais fácil encontrar uma atuação dos departamentos de Economia e Finanças com grandes portes e que giram muito valor em dinheiro na sua atuação.

     Veja algumas áreas do mercado de trabalho para quem faz economia:

    • Assessoria econômico-financeira
    • Auditoria e fiscalização
    • Consultoria e pesquisa
    • Estudos de mercado e de viabilidade econômica
    • Análise e elaboração de cenários econômicos
    • Planejamento estratégico em Economia e Finanças
    • Estudos de índices de preços
    • Formulação e implementação políticas tributárias e financeiras
    • Avaliação patrimonial de empresas
    • Análise financeira de investimentos
    • Análises estatísticas em Economia e Finanças
    • Elaboração de orçamentos públicos e privados
    • Implementação de estratégias empresariais
    • Análise de relações econômicas internacionais, aduanas e comércio exterior
    Os Bancos, os órgãos públicos e as autarquias são onde se encontram um grande número de profissionais da economia.
    A grande missão de um economista é fazer um acompanhamento detalhado e bem de perto todos os movimentos que envolvem o setor financeiro de uma empresa.
    Sendo assim, os administradores vão saber detalhadamente as decisões que devem ser tomadas na empresa. Portanto, como enfrentamos um tempo de recessão a função dos economistas tornou-se fundamental para o mantimento dos principais setores de atuação.

    Quais são as melhores áreas de Economia na atualidade

    Nesse tempo de crise muitas empresas e organizações estão investindo menos nos setores que fazem parte dos seus negócios. Portanto, o economista ajuda demais nas tomadas de decisões de maneira correta para que a empresa tenha uma solidez enquanto a situação não melhora.

    Algumas áreas se destacam muito no mercado de trabalho para quem faz economia, confira:

    • Investimentos.
    • Análise de risco econômico.
    • Controle de gestão.
    • Controle de orçamento.
    • Operações financeiras.
    • Perícia econômica.
    • Finanças gerais.
    • Negócios.

    No entanto, a carreira profissional de um economista também tem outras áreas de atuações muito importantes que abrangem outros campos.

    Por se tratar de uma das profissões mais requisitadas do Brasil, os economistas devem estar sempre atentos para encontrar novas oportunidades de atuação e consequentemente ser bem sucedidos em suas carreiras.

     

    Demais áreas de trabalho para quem faz Economia

    Os economistas que possuem muita experiência podem aproveitar as oportunidades nas posições executivas que sempre aparecem e que estão praticamente impunes a crise financeira do Brasil.

    1 – Os especialistas em fundos de investimentos.

    2 – Os especialistas em aquisições e fusões.

    3 – Especialistas em mercado financeiro.

    4 – Economistas que fazem análises de riscos.

    5 – Profissionais de auditorias internas em empresas e fundos gerais.

    6 – Especialistas em controles internos.

    7 – Especialistas em operações em grandes corporações.

    Além de ser um grande mercado de trabalho, a economia proporciona bons salários para os seus profissionais. Portanto, quanto maior for a dedicação no desenvolvimento da profissão,, maiores serão os resultados financeiros também.

     

    Como conseguir uma vaga no mercado de trabalho para quem faz economia

    Obviamente não é tão simples se encaixar no mercado de trabalho na economia. Até porque, as empresas e outros órgãos também estão cada dia mais exigentes nas buscas por profissionais mais capacitados para preencher as constantes vagas para essa profissão.

    Portanto, é bom que o profissional em economia se prepare com muita disciplina para conseguir se encaixar no mercado, confira algumas dicas:

    • Se possível tenha uma experiência internacional em sua profissão.
    • Falar fluentemente o inglês.
    • Formação complementar  ( Pós graduação).
    • Ter uma boa rede de relacionamentos com bons profissionais.
    • Ter competência para gerenciar pessoas.

    No entanto, existem muitos economistas trabalhando com organizações não governamentais e programas que combatem com muita destreza a pobreza e consequentemente a melhoria da renda população brasileira.

    Além disso, a função do economista é pensar numa boa política de caráter público e econômico voltado para a diminuição que causam abismos sociais e que estão bem nítidos no Brasil.

    A área de docência e pesquisa em alto nível vem crescendo bastante também, e pode se tornar numa grande porta de entrada para o mercado de trabalho para quem faz economia.

    Até alguns anos atrás, muitos economistas participavam de concursos públicos e assim se encaixavam no mercado de trabalho. No entanto, com a instabilidade política do País as vagas diminuíram muito.

    Portanto, é possível se encaixar em órgãos como a Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil e também em órgãos públicos como no tribunal de justiça e instituições de fundações.

     

    Quais são os melhores curso de Economia

    Muitas pessoas ainda tem dúvidas dos cursos de Economia que existem atualmente. Portanto, é importante lembrar que um curso de economia não se aplica apenas em fazer cálculos e análises financeiras de mercado e taxa de câmbio

    O curso de economias tem quatro anos de duração e o aluno vai também desenvolver áreas como a Sociologia, Psicologia, História, Direito, Matemática, Ciência Política, Contabilidade e Administração.

    Além disso, as matérias mais específicas vão englobar os mais importantes fundamentos da Economia, como por exemplo Cálculo diferencial, Matemática Financeira, Estatística, Demonstração Financeiras e  Finanças de economia internacional.

    Existem também as modalidades de cursos presenciais e distâncias como por exemplo o bacharelado como Ciências Econômicas que estão disponíveis nas melhores universidades do Brasil.