Inscrição no Cadastro Único – Saiba como fazer

advertising

O Cadastro Único continuará sendo o principal cadastro para identificação de famílias de baixa renda no país em 2022. Essa ferramenta dá aos governos acesso a informações como identificação individual, educação, status de trabalho e renda, local de residência, seleção e inclusão de dados. Família de programas sociais federais como o novo Auxílio Brasil.

Os serviços exigidos pelo Cadastro Único incluem, entre outros, o programa Auxílio Brasil (alternativa ao Bolsa Família), tarifas sociais de energia elétrica, programa Minha Casa Minha Vida, Auxílio Gás e isenções fiscais de licitações públicas. Até janeiro de 2022, mais de 82,3 milhões de pessoas estavam cadastradas no Cadastro único, segundo o governo federal.


Atualmente, o governo lançou um novo aplicativo para facilitar a consulta e registro cadastral. dinheiro:

advertising

Em abril passado, o governo federal anunciou o pagamento de assistência emergencial a trabalhadores não regulares e pessoas de baixa renda. Os benefícios pagos foram de R$ 600,00 por pessoa e R$ 1.200 em cinco parcelas para mulheres chefes de família. Em setembro do mesmo ano, o governo estendeu o auxílio até dezembro, mas foi reduzido para chegar a R$ 300 em parcela única para a mesma população.

Este ano, o Cadastro Único será a principal via para participar do Auxílio Brasil, novo programa de transferência de renda criado pelo governo federal para substituir o Bolsa Família. O Auxílio Brasil será lançado em novembro de 2021 após a conclusão do pagamento da prorrogação do auxílio emergencial e terá valor permanente de R$ 400.

Outra vantagem introduzida em 2022 para quem fica no Cadastro Único é o governo federal Auxílio Gás. A cada dois meses, a União paga 5,5 milhões de pessoas, 50% do preço de 13 kg de GLP. O benefício de janeiro foi de R$ 52. Para recebê-lo, o beneficiário deve ter um cadastro pessoal renovado. O pagamento é feito através do Caixa Tem.

Como posso consultar o registo único em 2022?

Para saber se você está cadastrado no Cadastro Único, você pode fazer uma consulta no site do Ministério do Desenvolvimento Social “Consulta Cidadão Cadastro Único” (você precisará informar seu nome, data de nascimento e nome da mãe).

A consulta também pode ser realizada pelo aplicativo móvel Meu Cadastro Único ou pelo telefone 08007072003. As ligações são gratuitas e devem ser feitas de telefones fixos de segunda a sexta das 7h às 19h e aos finais de semana e feriados das 10h às 16h.

Aplicativo Meu Cadastro Único

Este aplicativo pode ser baixado gratuitamente na plataforma Google Play e na App Store para iOS. Isso fará referência e registrar seu Número de Identificação Social (NIS) e informações familiares.

Emissão de Voucher CadÚnico Caso o cidadão necessite de emissão de certidão de registo no CadÚnico, pode fazê-lo online, no site Consulta Cidadão Cadastro Único, descarregando a aplicação Meu Cadastro Único no telemóvel ou diretamente na Conservatória. CRAS ou prefeitura.

Quem pode solicitar o Cadastro Único ?

Quem pode comprovar:
Tem salário mensal (R$ 606,00) de até meio salário mínimo por pessoa. Também Há um salário mensal total para famílias com salário mínimo de até 3 (R$ 3.636,00).

Se sua inscrição estiver vinculada à inscrição em um programa social em três capítulos estaduais, você terá renda com um salário mínimo superior a três.

Como me cadastrar no CadÚnico?

Para se cadastrar no Cadastro Único, um familiar maior de 16 anos e preferencialmente mulher deve ser responsável por fornecer ao entrevistador informações sobre todos os membros da família. Essa pessoa é responsável pela Unidade Familiar (FR) e é responsável por atualizar as informações cadastrais quando ocorrerem mudanças na família.

O gestor da família precisa encontrar um departamento responsável pelo Cadastro Único ou Bolsa Família na cidade onde mora, serviço prestado pela prefeitura. Em algumas áreas, você também pode se inscrever no Centro de Referência da Previdência Social (CRAS) mais próximo do seu local de residência.