Aplicativo seguro desemprego

advertising

Neste artigo você vai obter informações sobre o aplicativo seguro desemprego. Um dos benefícios mais importantes para os trabalhadores brasileiros. Todos os trabalhadores brasileiros que foram demitidos sem justa causa e que se encaixam nos requisitos do benefício, tem direito a receber o seguro desemprego.

Já não é mais novidade que a tecnologia está presente até mesmo nas atividades mais comuns do nosso dia a dia, mas você sabia que ela está envolvida até mesmo na solicitação do seguro desemprego?

Com o desenvolvimento de um aplicativo especialmente para este benefício, podemos poupar muito tempo. E para que você possa saber mais detalhe sobre como fazer a instalação do aplicativo seguro desemprego, continue lendo o texto.

advertising

O que é o seguro desemprego?

Apesar de a maioria das pessoas já ter conhecimento sobre o seguro desemprego, é sempre bom ressaltarmos alguns detalhes importantes sobre o mesmo.

O seguro desemprego nada mais é que um benefício disponibilizados aos trabalhadores, após terem sidos dispensados do trabalho sem justa causa.

O seguro desemprego é pago em parcelas mensais que são depositadas na conta corrente do trabalhador.

Mas, tanto o valor, quanto o número de parcelas totais do seguro desemprego serão pagas de acordo com o tempo de trabalhos prestados pelo trabalhador em seu último emprego.

Há também outras questões que devem ser ressaltadas, como os trabalhadores que tem direito a receber tal crédito.

Somente aqueles que não foram demitidos por justa causa, ou trabalharam pelo menos 6 meses na instituição.

Além desses, podem ser adicionados ao benefícios os seguintes profissionais:

  • Regidos pela CLT – Consolidação das Leis do Trabalho;
  • Empregado doméstico;
  • Pescadores;
  • Trabalhadores libertos de trabalho análogo à escravidão.

E para que você possa ter acesso ao seu benefício, é necessário que espere um breve período, que pode variar conforme cada profissão, veja só:

Trabalhadores de carteira assinada de 7 à 120 dias após a demissão;

Empregados domésticos 7 à 90 dias após ser dispensado;

Pescadores também podem solicitar durante o período de defeso (quando a pesca é proibida), na qual o prazo máximo após a proibição é de 120 dias;

Trabalhadores análogos à escravidão até após 90 dias depois de libertos do trabalho.

Quanto vou receber?

Como já dito aqui, o valor assim como diversas outras condições do seguro desemprego varia conforme cada trabalhador.

E um dos assuntos que mais interessa é o valor que será entregue em cada parcela.

Por isso, resolvemos trazer um breve esquema, na qual traz respectivamente o valor que você poderia estar ganhando em seu último serviço, e o quanto receberá em cada parcela, veja:

  • Até R$ 1.599,61 – multiplique tal valor por 0,8%;
  • De R$ 1.599,62 a R$ 2.666,29 – multiplique por 0,5 e some à R$ 1.279,69;
  • Superior à R$ 2.666,29 – receberá R$ 1.813,03.

Mas vale ressaltar que os valores postos acima, serve não só para o ano de 2020, mas também para os trabalhadores de carteira assinada.

Já os outros que citados várias vezes aqui no artigo, receberão apenas um salário mínimo a cada mês.

O salário mínimo na qual nos referimos, atualmente está no valor de R$ 1.045,00.

Em quantas parcelas receberei o seguro desemprego?

Lembra que a pouco dissemos que o valor de parcelas também varia?

Aqui mostraremos como é que funciona toda essa questão.

O número de parcelas que você pode receber, varia de 3 à 5.

Mas como saberei o quanto ganharei?

Neste caso, a questão que interfere é o prazo em que trabalhou em determinada empresa, até ser demitido, ou seja:

Se trabalhou pelo menos 6 meses, o número de parcelas que receberá do seguro desemprego será o mínimo, portanto, 3;

Caso comprove serviço na instituição em um prazo que deve ser de no mínimo 12 meses, o número de parcelas já aumenta para quatro.

E por fim, se você tiver trabalhado durante 2 anos (24 meses) ou mais, o número de parcelas que terá direito será 5.

Aplicativo seguro desemprego

Agora falando sobre como fazer a solicitação do seu benefício através do aplicativo, mostramos a seguir, o passo a passo de como primeiramente realizar a sua instalação.

  1. Vá até a sua loja de aplicativos, que pode ser tanto Google Play, quanto Play Store;
  2. Em seguida, acesse a barra de pesquise e digite “Seguro desemprego”;
  3. Quando já encontrar o app que deve ser gratuito, já pode fazer o seu download.

Quando já instalado em seu smartphone, acesse então o aplicativo.

  1. Clique em “Quero me cadastrar”;
  2. Informe todos os dados pessoais que solicitarão, que serão: CPF, nome completo, número de telefone e um e-mail válido.
  3. Prove que não é um robô, aceite os termos e políticas, e continue;
  4. Posteriormente, será preciso que preencha  as diversas lacunas em branco, que perguntarão algumas questões pessoais;
  5. Defina uma senha pela qual deseja utilizá-la todas s vezes que acessar o app.

E então, para que a solicitação seja feita, será preciso que siga os seguintes comandos:

  1. Informe o número de seu CPF, para que então entre no app;
  2. Na parte de benefícios, clique em “Seguro desemprego”;
  3. Solicite-o e informe o número de seu requerimento para que possa clicar em “Localizar”;
  4. Em seguida, basta seguir o passo a passo pela qual foi sujeito.

Site seguro desemprego

Agora que você já viu uma das opções de solicitar o seguro desemprego, vamos ver como é que e faz através do site!

  1. Acesse https://servicos.mte.gov.br
  2. Agora que você já possui o cadastro, basta clicar em entrar;
  3. Em “Seguro desemprego”, você logo encontrará a opção de solicitá-lo, clique;
  4. Após clicar em “Localizar”, novamente você terá que seguir o passo a passo pela qual você será direcionado.

Mas lembre-se, é necessário que siga o prazo que já informamos, para que você possa ter direito ao benefício.

E agora, como vou ter acesso ao meu dinheiro?

Supondo que você já tenha feito o pedido das formas pela qual nos orientamos anteriormente, é hora de saber como você receberá o seu dinheiro.

No total, existem 3 opções e nós as apresentaremos agora:

Se tiver em mãos o Cartão Cidadão, é possível que você tenha o valor de suas parcelas em mãos através de lotéricas ou caixas eletrônicos da Caixa;

Através de um depósito que pode ter sido realizado em uma conta corrente sua, na própria Caixa;

Ou até mesmo por meio do dinheiro vivo que você pode adquirir em uma agência de tal instituição.